#copiright

25 de abril de 2010

Marcus fala sobre seu equipamento para próxima Turnê




Marcus na esposição em Musikmesse 2010, em Março, em Frankfurt.


Alguns meses atrás, Marcus Siepen comentou sobre a nova guitarra adquirida, a Steinberger ST-2FPA.
Com o lançamento do novo album vindo junto com a Turnê está proximo, Marcus decidiu publicar informações
sobre os equipamentos utilizados na turnê dos bardos, em seu blog pessoal.
De primeiro, ele fez uma descrição um pouco superficial, mas, em seguida, fez uma descrição mais detalhada do seu arsenal para a Turnê. Aqui estão as mensagens completas, traduzidas e adaptadas para o Blog Blind Guardian Brasil:

Nossa próxima turnê começará em Setembro e os primeiros ensaios estão cada vez mais perto, então é hora de pensar em qual time vou levar comigo nessa grande turnê. Quando penso em nossa primeira turnê em 1988, tudo era muito simples, eu tinha apenas uma guitarra, um amplificador, um armário e um pedal de distorção. impressionante, não é?
bem, isso era tudo que eu tinha, mais ela trabalhou, só me deu um som que era tudo que eu precisava naquele momento. Hoje o meu equipamento é ligeiramente diferente, neste momento estou a pensar em três amplificadores, dois gabinetes, seis guitarras, além de algumas coisas como 19 condicionadores wireless de "poder ou multi". A boa notícia é que esta configuração oferece alguns sons extra e eu ainda me livrei de pedais de distorção, por isso, pelo menos, as caixinhas não voam pelo palco nunca. Para o resto, bem, eu posso planejar minha configuração e experimentá-la para testes.

Aqui vou postar um olhar mais detalhado sobre meu equipamento para a turnê que se aproxima.


Guitarras: Bem, surpresa, grande, eu vou levar a Les Pauls, rsrs.
Eu ainda não estou certo que vou usa-la para esta turnê, mas certamente não haverá alguns dos meus modelos "ganho alto", com pickups EMG (Minhas duas guitarras favoritas pertence a esses, o principal e meu Custom Light Burst Standard Premium Plus), eu também sou considerado um distinto que permita bobinas comprimidas simples (uma boa opção para sons limpos) e tem um Fishman Power Bridge, um captador piezo pode oferecer alguns sons acústicos muito legal. Entre as mais comuns do meu cargo habitual de Les Pauls que estou pensando no momento é em uma Flying V. Minha primeira guitarra foi uma Flying V, há muito tempo, e de alguma forma eu gostaria de tocar com qualquer uma dessas, a unica questão é se ela vai ser usada para tocar depois de eu ter usado apenas Les Pauls durante os últimos 12 meses - 15 anos... então eu vou ver, eu encomendei uma Gibson no outro dia e quando chegar eu vou tentar tocar com ela ;)

Amplificadores: Meu amp é (e sempre será) a minha Mesa Boogie Rectifier Triplo, o melhor amplificador já construido. como reserva vou levar minha Mesa Boogie triaxis, e uma Mesa Boogie poweramp 2:90, dois amplificadores que operam através do Rectocabs Mesa Boogie (estou usando as versões maiores.)
O o terceiro amplificador que vou levar a minha reserva é essencial, uma Ultra Axe-FX. Pre-Amp/Effects processador é um high-end (algumas pessoas até dizem que é um amplificador de modelação) que não precisa de mais nada, eu posso ligar a minha guitarra, escolho uma simulação de amplificação, adicionando os efeitos que eu preciso, selecionar meu gabinete preferido e microfone, e basta ligá-lo diretamente ao PA. Eu sempre consigo uma reserva funcional que no caso de algo correr mal com a minha instalação principal, e ainda soa absolutamente fantástico, perfeito como um reforço.

Efeitos: eu não estou usando muito isso, há uma Intellifex Rocktron é nas alças e Rectifier triaxis, de qualquer forma, para o meu som do ritmo não há absolutamente nenhum efeito (além do Hush Rocktrons), para sons limpos, principal e efeitos sonoros, são os suspeitos do costume, alguns chorus, delay e reverb. Se o Intellifex morrer eu ainda tenho a aprovar o Ultra Axe-FX, que também poderia ser usado como um processador de efeitos puro sem amplificadores / gabinetes / microfones e outros dispositivos.

E isso é quase tudo, as únicas outras coisas que eu chamei de meu sistema é sem fio, um interruptor midi (para que eu possa mudar de canal na minha Rectifier através do meu floorboard Midimate Rocktron) e um condicionador de energia Furman, colocar tudo em uma prateleira , adicione uma string e minha Pick of Destiny (uma pedra espiga Dugain) e lá você tem o meu equipamento para a turnê.

Não deixe de Participar! Orkut

Comentários
1 Comentários

1 Bardos comentáram, comente!:

volto a insistir. matérias traduzidas no google não ficam legais :/

tem coisas totalmente ininteligíveis nesse texto.

Postar um comentário

Faça um colaborador feliz, comente: