#copiright

30 de janeiro de 2014

The voice of the light

Saudações bardos e valkirias !

Quando vocês ouvem Blind ? Eu ouço indo para o trabalho, em casa, quando estou triste, alegre, sem ter o que fazer, todas as opções anteriores e muitas outras mais!
Ou quando simplesmente quero ouvir uma bela interpretação! 
A primeira vez que ouvi Blind Guardian, na verdade não era o Blind, era o Demon & Wizards e fiquei fascinada pelos vocais! Entendo nada de musica, mas sei o que é bom e pedi ao meu amigo muito mais daquela banda com um vocalista tão bom. Ele havia me passado um pen drive com um dos CDs do Demons recomendando por ter o mesmo vocalista do Blind Guardian.
Confesso: foi amor á primeira vista.

Já fui a dois shows do BG e fiquei surpresa ao ouvir o Hansi falar. A voz é pequena, marcante, mas não aquela voz que se espera de um cara com sua capacidade vocal. É gente, foi essa minha impressão, acho que coisa de gente um pouco sonhadora, sei lá. Mas uma coisa garanto: o cara cantando, é impressionante ! Sabe aquela coisa que você faz no automático, sem pensar, que já entrou na corrente sanguínea? Aliás, o próprio Hansi já disse que cantar para ele sempre foi algo natural. E é ! O cara manda tão bem ao vivo quanto nos CDs!

No ultimo trabalho do Blind há duas interpretações que considero fabulosas: Wheel of time e Valkiries. Há alguma duvida de que o cara não canta mas interpreta ? Há emoção, mesmo que seja aquela coisa tão alemã de fazer o que tem que ser feito bem feito, a obrigação, a qualidade, e disciplina alemãs. Não importa! O que importa é que a forma como o cara canta é fantástica!

Ok, agora vamos bater um pouquinho na casa do vizinho, o Demons & Wizards.
Um dia cheio, aborrecido, triste ou qualquer outra coisa assim, em resumo, você não esta legal. Vá para seu quarto, ligue o ar condicionado e ouça isso, concentrando em nada, só na musica.





                     Opus dominarum.. in lacrimos... circum mobles creatius uti tripoli noceo...


Eu ouço isso em N ocasiões... E não sei bem o que escrever, talvez que é maravilhoso?  Estaria sendo redundante, obvia demais ... É sentir. E cada um terá sua emoção.

Sabe quando canja vira um prato requintado, luxuoso? Quando é Hansi quem dá a canja !
Degustem:




Repararam? Hansi vai de um polo a outro, passei nos estilos, do puro metal, forte, agressivo e decidido até o canto gregoriano. E é justo isso que me fascina neste brilhante vocalista, porque ao menos para meus ouvidos leigos, ele faz isso sem a menor dificuldade. 
 Lógico, há outros grandes vocalistas na cena metal e também fora dela. Mas a capacidade com que Hansi caminha entre tons, estilos, graves e agudos, é mesmo empolgante.

Pra fechar, o que considero uma homenagem fantástica não só do nosso querido ‘gogó de ouro’, Hansi, como também de toda a banda pelo trabalho feito. Uma justa homenagem ao mestre Dio.





Comentários
3 Comentários

3 Bardos comentáram, comente!:

Este comentário foi removido pelo autor.

Bem, eu sempre escuto Blind, é raro o dia que passe sem que eu escute pelo menos uma ou duas músicas! Sempre encontro uma música ou um álbum deles que esteja de acordo com o meu humor. Se estou feliz tenho minhas preferidas para celebrar, se estou triste e desanimada, tenho as preferidas para levantarem meu astral e até mesmo me confortarem, se estou irritada e de péssimo humor escolho alguma mais agressiva e balanço a cabeça junto, canto, nem me importo muito se é no metrô, no ônibus ou no carro com o marido!!

Hansi realmente tem o dom da interpretação, faz com que a música deixe de ser apenas letra e melodia, faz com que ela se transforme em uma história que na minha mente vai ganhando forma e imagem a partir do momento que aperto o play. Pode parecer louco, mas escutar Blind, pelo menos para mim, é assim, praticamente uma aventura!! :) (Mari)

Postar um comentário

Faça um colaborador feliz, comente: