#copiright

31 de janeiro de 2012

Review do encarte do "Memories Of A Time To Come - Deluxe Edition"


Olá caros bardos! Bom, sabe aquelas pessoas maníacas por tirar o encarte de um CD e ver as fotos, letras, desenhos, a qualidade da confecção, etc.? Pois bem, eu sou uma dessas pessoas! A primeira coisa que faço quando pego um CD em mãos, depois de ver a capa e a “playlist”, é tirar o encarte e avaliar.

E, este bardo que vos fala, teve a honra e o prazer de ter em mãos a edição de luxo limitada do novo álbum dos Bardos, “Memories Of A Time To Come”.

Não fui autorizado, ainda, a dizer quem é o (a) proprietário (a) desta relíquia. Por enquanto, fiquem com algumas fotos dessa edição e babem de inveja e vontade, isso não é vergonha! ;)

Bom, a primeira impressão, frente e verso. A qualidade da arte de Felipe Machado, mais uma vez, não deixou a desejar. Aquela figura do verso, com dois Guardiões tocando um instrumento e as “fadas muito doidas” eu adorei! Daria uma ótima camiseta ou mesmo papel de parede.


A qualidade geral do produto é boa! Vale o que foi pago, os 20 euros. Claro, é notável a diferença de qualidade entre a versão “Deluxe” do “Memories Of A Time To Come” e a versão “Limited” do “At The Edge Of Time”, aquela com só 1500 cópias. A qualidade de impressão e o papel usado no “At The Edge Of Time” são superiores. E, claro, o preço também é.

A primeira dobra do Digipack transmite exatamente aquilo que a banda queria: uma viagem no tempo pelos álbuns anteriores.


Depois temos um encarte especial que, acredito eu, vir somente nessa versão limitada. Ou não. Mas enfim, vale a pena conferir, muitas fotos que eu nunca tinha visto até então. Destaque para os “modelitos” da época do “Lucifer´s Heritage” na última foto.


Na primeira folhada que dei, pensei: “Mais um encarte normal com várias fotos, sendo algumas novas, e com as letras das músicas...”. Mas aí percebi que não tem nada a ver com as letras das músicas! São comentários que a banda faz (mais especificamente Hansi) sobre cada canção, como foram feitas, compostas, gravadas, remixadas e o que cada uma representa na carreira dos Bardos. Achei muito legal mesmo!

Notem também que cada página do encarte está voltada para determinada época da carreira deles.

E a arte de centro do encarte ficou absolutamente linda! Como queria ela em alta resolução!

Enfim, caros bardos! Espero que tenham gostado. É uma oportunidade para nós, pobres mortais – literalmente falando –, ao menos vermos como ficou a confecção desse maravilhoso álbum.

Diria que vale a pena ter na estante ao lado dos demais álbuns da Banda.


And Then There Was Silence...

Comentários
3 Comentários

3 Bardos comentáram, comente!:

maravilhoso... principalmente as fotos mais antigas, este album foi uma grande homenagem e eles mesmos e aos fãs mais antigos.

Vish preciso dessa versão urgente!

Postar um comentário

Faça um colaborador feliz, comente: